Translate

quinta-feira, 1 de março de 2012

Pêras Cozidas com Sorvete de Canela



 Esta receita não é tão simples, mas vale a pena tentar pela beleza do prato e o sabor delicado e refrescante. Compota de pêra e canela são sabores que se combinam....pensem num sorvete de canela....
É importante escolher a variedade de pêra. Para se fazer uma compota, a pêra William é a mais indicada.
Se quiser poderá substituir a calda da compota por  vinho tinto. A apresentação será outra, mais colorida e o vinho vai predominar sobre o sabor da pêra. Prefiro sem vinho tinto.
A receita do sorvete renderá 1 litro. Se render mais do que você precisar, guarde o sorvete para outra receita, pois não vale a  pena diminuir a receita para obter uma quantidade menor. Caso não tenha máquina de fazer sorvete, é só bater de vez em quando durante a fase de congelamento.

Ingredientes

Para a pêra 
4 pêras William   pequenas, ainda não maduras, ou 2 pêras grandes
500 ml de vinho branco
75 g de açúcar cristal
1 tira de casca de limão siciliano ( caso não tenha, poderá usar o limão tahiti )
água o quanto bastar

Para o sorvete
600 ml de leite integral 
300 ml de creme de leite fresco
250 g de açúcar cristal
4 paus de canela, em pedaços
1 fava de baunilha, cortada ao meio no sentido do comprimento
6 gemas

Modo de Preparo
1. Descascar as pêras. Se elas forem muito grandes e comprometer a beleza do prato, corte-as ao meio e retire o miolo, mas recomendo procurar pêras pequenas, pois o prato fica mais bonito com a pêra inteira.
2. Colocar as pêras em uma panela. Acrescentar o vinho, o açúcar, a casca de limão e  água o suficiente para cobrir a fruta. Levar ao fogo alto. Assim que ferver, diminuir o fogo para brando.
3. Tampar e deixar ferver por 15-20 minutos, até as pêras estarem macias ( o tempo vai variar de acordo com o tamanho, a variedade e a maturação das frutas ). 
4. Deixar esfriar na calda de cozimento.
5. Para o sorvete, aquecer o leite e o creme de leite com metade do açúcarr, a canela e a baunilha.
6. Antes de ferver, retirar do fogo, tampar e deixar em infusão por 20 minutos para que o sabor das especiarias se desprendam.
7. Bater o restante do açúcar com as gemas.
8. Reaquecer o leite e o creme até quase ferver. Acrescentar aos poucos sem parar de bater, a mistura de gemas e açúcar.
9. Transferir para uma panela limpa de preferência de quina arredondada para que o creme não grude na panela.
10. Mexer lentamente sobre fogo brando por 5-8 minutos, até o creme encorpar visilvemente. O segredo é não deixar o creme ferver, pois se ferver ele vai talhar.
11. Coar o creme em uma tigela e deixar esfriar na geladeira por uma noite inteira. 
12. Bater em uma máquina de bater sorvete. Caso não tenha a máquina, retire o creme da geladeira vez por outra, bata e retorne com ele para a geladeira.
13. Servir com a pêra ao lado de uma bola de sorvete, ou cortada em leque, com a calda do cozimento.

rendimento: 4 porções

Dica da Zela: As pêras se conservam melhor na água do cozimento caso tenha que armazená-las.

 

2 comentários:

  1. Vênus Kassimatis1 de março de 2012 14:09

    Vou me atrever a fazer!Só uma dúvida:eu tenho guardado a sete chaves baunilha em pó, que minha tia trouxe da Grécia(lá eles utilizam muito tb)então posso colocar no mesmo momento que o descrito na sua receita, ou devo acrescentar sem ferver, com o fogo já desligado?Altera o sabor?Será que fica legal com p~era portuguesa?Pelo menos elas são pequenas, não sei se o sabor final será semelhante...

    ResponderExcluir
  2. Vênus,

    Use a baunilha em fava. Pode até usar em pó, mas a em fava é insuperável.
    Quanto à pêra, pode usar a portuguesa, mas saiba que ela não é a ideal para compotas pela consitência e textura dela.
    Depois me conta se deu certo.
    Bjs

    ResponderExcluir